bf pic

coreia do norte

SUBTITLES -- CHI, EN, FR, IT, PT, RO, SP

Please click upon the dental wheel and choose your language.

Thursday, May 28, 2015

Nederlands -- Benjamin Fulford: 26:05:2015

26 Mei 2015



Het lijkt erop dat nieuws zichzelf soms herhaalt. Het lijkt erop dat nieuws zichzelf soms herhaalt. Wanneer dit klinkt als een herhaling is het een herhaling. Dat is omdat vele recente nieuwsgebeurtenissen samengevat kunnen worden in een paar herhalingspatronen: Griekenland dreigt in gebreke te blijven, de VS zit opnieuw bijna zonder geld, er is opnieuw een massale valse schietpartij in de VS (deze keer is het Waco) China en Japan beweren een beetje verschillende dingen over elkaars geschiedenis en dan vliegen militaire piloten naar obscure eilanden en wijzen ze elkaar aan als dader, Sjiieten, Soennieten, Joden en westerse huurlingen die zich voordoen als Moslim extremisten doen slechte dingen of zijn slachtoffers van slechte dingen, Noord Korea schiet een raket af, enz., enz.

Português -- Benjamin Fulford: 26:05:2015

A batalha pelo domínio do planeta Terra continua com mudanças de regime, ameaças nucleares, colapso financeiro iminente, etc



Maio 26, 2015


Às vezes as notícias parecem repetir-se. Às vezes as notícias parecem repetir-se. Se soa repetitivo, é repetitivo. Isto ocorre, porque muitas notícias sobre eventos recentes podem ser resumidas em alguns padrões repetidos: a Grécia corre o risco de falhar o pagamento da dívida, a Ucrânia corre o risco de falhar o pagamento da dívida, os EUA ficam de novo sem dinheiro, há outro falso fuzilamento em massa nos EUA (desta vez em Waco); a China e o Japão referem coisas ligeiramente diferentes sobre a História de cada um; depois os pilotos voam para ilhas obscuras, e acenam o dedo uns aos outros; xiitas, sunitas, judeus e mercenários ocidentais fingem ser extremistas muçulmanos, fazem coisas más ou são vítimas de coisas ruins; a Coreia do Norte dispara um míssil, etc. etc.

No mundo das notícias alternativas, vemos algo semelhante: estão iminentes as prisões em massa da elite da cabala ocidental; o novo sistema financeiro foi anunciado e o seu cheque está na caixa do correio; os OVNIS aterraram, o fim do mundo está próximo; o presidente Obama é um extraterrestre muçulmano, um viajante no tempo e no espaço, etc.

Diante de tudo isso, é compreensível que muitas pessoas não possam fazer nada mais do que interrogar-se sobre se veremos alguma vez uma mudança real. 

Porém, acontece que estamos inseridos num movimento lento, mas, de facto, é uma mudança tectónica sobre a maneira como este planeta é governado. Observar o velho sistema a implodir é como ver a água a escoar-se por um furo de drenagem - ela dá voltas e voltas, aparentemente para sempre, mas, de repente, desaparece. Recordam a queda da União Soviética? Naquela época, parecia que estava a acontecer em câmara lenta, mas, em retrospectiva, parece que aconteceu da noite para o dia.

A situação grega é um caso específico do que estamos a falar, prazo após prazo, vai e vem, e a decisão é atrasada na esperança de que o problema desapareça. A Ucrânia não paga as contas de gás e ainda assim, as donas de casa cozinham nos seus fogões a gás. Estas situações acabarão por chegar ao máximo, mas, provavelmente, não será antes do Outono, porque as consequências (o colapso do sistema financeiro ocidental) serão tão grandes, que está a ser feito tudo o que é possível para atrasá-las.

Ao mesmo tempo, continuam a acontecer encontros secretos das cúpulas para tentar chegar a uma solução a longo prazo para estes e outros problemas putrefactos. Na semana passada houve várias reuniões. Uma delas ocorreu entre os representantes da Sociedade do Dragão Vermelho e a Sociedade do Dragão Branco. Outra foi entre a Sociedade do Dragão Branco (WDS) e um representante da família Rothschild.

O representante da Sociedade do Dragão Vermelho apresentou propostas concretas sobre três tipos novos de tecnologia de energia. Neste momento, os detalhes desta tecnologia não podem ser mencionados publicamente, por causa de acordos de não divulgação. O que podemos dizer é que uma era sobre energia térmica, outra solar e a restante nuclear. SE FOREM REAIS, todas podem mudar completamente o cenário.

Mais uma vez, nenhum dispositivo real foi exibido e assim, até que os fabricantes japoneses façam as comprovações necessárias, precisamos de concluir que: ’O falar é leve e o mar é de água’. Os representantes da Sociedade do Dragão Vermelho também queriam um financiamento e foram informados de que o mesmo aconteceria, se houvesse uma prova concreta, obtida pelos técnicos a trabalhar agora no caso, de que essa tecnologia funcionava.

As conversações com o representante dos Rothschild foram mais detalhadas e concretas e diziam respeito à proposta de substituição do escravo japonês dos Rockefeller, o Primeiro Ministro Shinzo Abe,  por Ichiro Ozawa. Ozawa é um político veterano que teve uma briga com os Rockefeller após a primeira guerra do Golfo. Um esquerdista japonês contactou independentemente a Sociedade do Dragão Branco (WDS) para dizer que os chineses também apoiavam Ozawa. Ambas as fontes disseram que o Primeiro Ministro Abe, endossou pessoalmente Ozawa como seu substituto.

A Socieddade do Dragão Branco disse que apoiaria o governo de Ozawa, se reunisse as seguintes condições:

1) Nacionalizar o Banco do Japão e o governo começar a emitir moeda.
2) Lavrar um decreto que considere nulas todas as dívidas japonesas, públicas e privadas.
3) Devolver todos os activos financeiros japoneses ilicitamente obtidos pela cabala.
4) Remover dos produtos de consumo diário, todas as substâncias cancerígenas e causadoras de infertilidade,
5) Concordar em criar uma agência internacional de planificação económica e apoiá-la com 7 triliões de dólares do Japão em holdings públicos e privados, em moeda estrangeira.

O governo de Ozawa também concordaria em continuar e até reforçar a aliança militar do Japão com o Pentágono e as agências dos EUA, desde que esse país pedisse desculpas pelos crimes de guerra perpetrados contra os japoneses e alemães durante a II Guerra Mundial (até agora, somente os perdedores pediram desculpas pelos seus crimes de guerra).

Em qualquer caso, já existem muitos sinais de que o Primeiro Ministro escravo Abe, tem um novo conjunto de manipuladores. O maior sinal foi a súbita mudança na política do Japão em relação à China. Uma delegação de 3000 dignitários japoneses, incluindo políticos locais e nacionais, industriais, etc. chegou à China na sexta-feira na maior visita dos últimos 15 anos. Foram recebidos calorosamente pelo presidente chinês, Xi Jinping. 

É evidente que algo de fundamental mudou entre o Japão e a China, apesar das tentativas khazarianas de inflamar os pontos nevrálgicos históricos e regionais.
Os militares dos EUA ainda têm uma postura agressiva contra a tentativa chinesa de se tornar num tirano regional, e têm o apoio da maioria dos vizinhos da China, pois todos estão interessados em mantê-la contida. No entanto, enquanto os EUA não nacionalizarem a Reserva Federal e emitirem dólares do Tesouro para substituir o dólar actual dos EUA, que efectivamente não tem contrapartida em metais preciosos, as autoridades militares devem perceber que é impossível travar uma luta a sério com a China, quando, ao mesmo tempo, estão a ser financiados por esse país.

Na semana passada, a China fez uma grande jogada na América do Sul, o antigo quintal dos EUA, quando Xi Jinping apareceu no Brasil, com mais de 50 biliões de dólares destinados a financiamentos. De facto, os projectos chineses de infra-estruturas em toda a região são vistos pelos governos sul-americanos como preferíveis aos motins e golpes de Estado, instigados pelos Estados Unidos.

Os norte-americanos estão a tentar contrariar a influência chinesa na América do Sul ao reactar as relações com Cuba, mas os países sul-americanos estão a começar a aprender o mantra das acompanhantes de bar asiáticas: "sem dinheiro, não há mel."

Porém, ainda mais surpreendente para os EUA do que os acontecimentos na América do Sul e no Japão, é o movimento crescente de independência das ilhas de Sandwich, também conhecidas como Havaíi. No dia 11 de Maio, pela primeira vez nas Nações Unidas, um país membro da ONU, o Paquistão, levantou a questão de que o Havaíi, na verdade, nunca votou para tornar-se parte dos Estados Unidos e, tecnicamente, era uma colónia ocupada ilegalmente. O Exército dos EUA tem bases vitais nestas ilhas e seria de bom senso apoiar o movimento de independência havaiana com a condição de que as bases militares norte-americanas pudessem permanecer nesse território.

Também na Europa, houve outro grande revés para a cabala khazariana. A Polónia acabou de eleger um presidente que fazia parte de uma facção provavelmente morta pela cabala khazariana, num acidente de avião em 2010. Eis o que diz a Wikipedia sobre este acidente:

"O presidente da Polónia, Lech Kaczynski e a sua esposa Maria, o ex-presidente da Polónia no exílio, Ryszard Kaczorowski, o Chefe do Estado Maior e outras altas patentes militares polacas, o presidente do Banco Nacional da Polónia, o vice-chanceler da Polónia, funcionários do governo, 18 membros do Parlamento, altos dignatários do clero polaco e parentes das vítimas do massacre de Katyn, estavam a caminho de Varsóvia para participar num evento destinado a celebrar o 70º aniversário do massacre de Katyn.”

Essas pessoas morreram num momento em que o governo polaco estava a assumir uma postura de linha dura contra o Euro e a planear desvalorizar o Zloty polaco. Essas políticas mudaram após o acidente e levaram a uma mudança do governo.

O presidente polaco Adnrzej Duda, eleito recentemente, era o assessor jurídico do presidente que morreu naquele acidente de avião. Duda recorda como dois dias antes do vôo fatídico "o presidente lhe disse que estava em progresso uma mudança de geração, e seria Duda e os seus colegas que iriam assumir a responsabilidade pelo futuro do país."

Parece que uma Polónia, confiantemente agressiva, se vai junta à Grécia e à Ucrânia no turbilhão dos cabeçalhos das notícias, que iremos ver nas próximas semanas e  nos meses seguintes.

Entretanto, os mafiosos khazarianos ainda estão a causar problemas no Médio Oriente, e estão a aumentar as ameaças e a retórica. Na semana passada ameaçaram usar o seu exército pseudo-muçulmano ISIS para destruir a relíquia cultural inestimável de Palmira, na Síria. Antes de retirar essa ameaça, também divulgaram que iriam explodir a embaixada iraniana na Síria, mas foi-lhes dito que, em retaliação, Tel Aviv seria destruída.

O Pentágono recordou aos israelitas que o seu arsenal de 200 armas nucleares não era suficiente para destruir o mundo, mas que uma única arma nuclear seria suficiente para destruir Israel.

As tentativas dos khazarianos para iniciar uma guerra civil, ou distúrbios em massa dentro dos Estados Unidos, também estão a falhar de uma maneira espetacular. O acontecimento mais recente foi um motoqueiro, obviamente falso, atingido a tiro, em Waco, no Texas. Todos os motoqueiros tiveram uniformes e motas novas. Eu não sei o que pensam, mas, todos os verdadeiros motoqueiros que vi, não tinham um aspecto completamente limpo, como se tivessem acabado de sair de uma loja de modas. Talvez essas trupes que actuam durante a crise, tivessem acabado de sair do armário e começassem a cobrar pelos seus espectáculos de teatro de rua.


Como podem ver, o lixo da História foi descarregado.


Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos
Email: luisavasconcellos2012@gmail.com
Revisão: Maria Alpinda
Index webpage: http://peacelovelove.blogspot.pt/

Castellano -- Benjamin Fulford: 26:05:2015


La batalla por el planeta tierra continúa con cambios de régime,  for  amenazas nucleares,  el inminente colapso financiero, etc.

26-05-15
 Benjamin Fulford




A veces las noticias parece repetirse. A veces las noticias parece repetirse. Si esto suena repetitivo es repetitivo. Esto se debe a muchos eventos de noticias recientes se pueden resumir en unos pocos patrones de repetición: Grecia amenaza con no pagar, Ucrania amenaza con no pagar, los EE.UU. se queda sin dinero otra vez, hay otro evento de falso tiroteo masivo en los EE.UU. (esta vez en Waco), China y Japón dicen cosas ligeramente diferentes sobre la historia del otro, y a continuación pilotos militares vuelan a oscuras islas y se muestran el dedo el uno al otro, chiíes, suníes, judios y mercenarios occidentales que pretenden ser extremistas musulmanes hacen cosas malas o son víctimas de las cosas malas, Corea del Norte dispara un misil, etc., etc.

En el mundo de noticias alternativas vemos algo similar: los arrestos masivos de élites del cabal occidentales son inminentes, el nuevo sistema financiero se ha anunciado y su cheque está en el correo, los OVNIS han aterrizado, el fin del mundo está cerca, el presidente Obama es un extraterrestre musulmán viajando en el tiempo, etc.

Teniendo en cuenta todo esto, es comprensible que mucha gente no dejer de preguntarse si alguna vez vamos a ver un cambio real.

Русская -- Бенджамин Фулфорд: 26:05:2015

Битва за планету Земля продолжается с изменениями режимов, ядерными угрозами, неминуемым финансовым крахом и т.д.

26 мая 2015
Автор: Бенджамин Фулфорд


Иногда кажется, что новости повторяются. Иногда кажется, что новости повторяются. Если это звучит как повторение, это и есть повторение. Это происходит потому, что многие недавние новостные события могут быть сведены к нескольким повторяющимся образцам: Греция угрожает дефолтом, Украина угрожает дефолтом, у США снова кончаются деньги, появляется еще одно поддельное событие массового расстрела в США (на этот раз в Вако [Waco]), Китай и Япония говорят немного разные вещи об истории друг друга, затем военные летчики летают над некоторыми не значимыми островами и указывают пальцем друг на друга, шииты, сунниты, евреи и западные наемники, претворяющиеся мусульманскими экстремистами, делают плохие дела или являются жертвами плохих дел, Северная Корея запускает ракету, и т.д. и т.п.

В альтернативном мире новостей, мы видим нечто подобное: массовые аресты западных каббалистических элит неизбежны, новая финансовая система уже была анонсирована и ваш чек уже отправлен по почте, НЛО приземлились, конец света близок, президент Обама является инопланетным мусульманским путешественником во времени и т.д.
Учитывая все это, понятно, что многие люди не могут ничего сделать, кроме как задать вопрос: увидим-ли мы когда-нибудь реальные изменения.

Japanese -- Benjamin Fulford: 26:05:2015

ベンジャミン・フルフォードニュース 2015年 5月26日
Benjamin Fulford - May 25, 2015:

時々同じ ニュースが繰り返されることがある。繰り返しに聞こえればそれは繰り返しなのだ。それが最近の多くのニュースイベントが幾つかの繰り 返しパターンに集約出来る理由だ。ギリシャの債務不履行だとの脅し。ウクライナの債務不履行の脅し、米国の資金枯渇。米国での、今回 はワコでのにせ大量射殺、中国と日本がお互いの歴史についての僅かに異なる認識を発表した後に辺境の島に軍用機を飛ばしパイロット同 士に手を振らせ合うご挨拶。他にシーア派、スンニ派、ユダヤ、イスラム過激派を装った西側の傭兵の悪行、北朝鮮のミサイルの発射など だ。

代替 ニュースの世界でも同じようなニュースが見られる。すなわちに西側カバールのエリートの大量逮捕が迫っている、新金融システムの告 知、メールでの支払い勘定、UFOの着陸、世界の終わりの接近、オバマ大統領がタイムトラベル出来たエイリアン だ、などだ。

このすべ てが正しいとしても、多くの人々は本当の変化が見られるのかといぶかっている。

Deutsch -- Benjamin Fulford: 26:05:2015

Der Kampf um den Planeten Erde setzt sich fort mit Regime-Wechsel, nukleare Bedrohungen, drohenden Finanzkollaps usw.


Blogeintrag v. 26. Mai

übersetzt v. Dream-soldier



Manchmal scheinen sich die Nachrichten zu wiederholen. Manchmal scheinen sich die Nachrichten zu wiederholen. Wenn das wie eine Wiederholung klingt, dann ist es eine Wiederholung. Ich sage das deshalb, weil viele aktueller Ereignisse zu wenigen sich wiederholenden Mustern zusammengefasst werden können: Griechenland droht die Staatspleite, der Ukraine droht die Staatspleite, den USA geht das Geld aus, es gibt eine weitere gefälschte Massenerschießung in den USA (diesmal in Waco), China und Japan sagen jeweils etwas anderes über die Geschichte des anderen, dann fliegen Militärpiloten zu obskuren Inseln und erheben den Zeigefinger gegeneinander, Schiiten, Sunniten, Juden und westliche Söldner geben vor, muslimische Extremisten zu sein, tun schlechte Dinge oder sind Opfer von schlechten Dingen, Nordkorea schießt eine Rakete ab usw, usw.

Français -- Benjamin Fulford: 26:05:2015


The La bataille pour la planète Terre continue avec des changements de régime politique, des menaces nucléaires, un efondrement financier imminent, etc.


 le 26 mai 2015



Parfois les nouvelles semblent se répéter. Parfois les nouvelles semblent se répéter. Si cela semble répétitif, c’est que c’est répétitif. C’est dû au fait que les récents évènements  peuvent se résumer en quelques schémas qui se répètent : la Grèce menace de faire défaut, l’Ukraine menace de faire défaut, les Etats-Unis sont à nouveau à court d’argent, il y a eu un nouvel incident avec une fausse fusillade aux Etats-Unis (cette fois à Waco), la Chine et le Japon racontent des versions légèrement différentes sur leurs histoires respectives ce qui amène des pilotes de chasse à voler vers des îlots reculés pour se pointer mutuellement du doigt ; les Chiites, les Sunnites, les Juifs et les mercenaires occidentaux qui se font passer pour des extrémistes musulmans commettent des actes répréhensibles ou sont victimes d’actes répréhensibles, la Corée du Nord tire un missile, etc. etc.

Dans le monde des médias alternatifs, nous voyons des schémas similaires : les arrestations massives de la cabale occidentale sont imminentes, le nouveau système financier a été annoncé et votre chèque est dans le courrier, les OVNI ont atterri, la fin du monde est proche, le Président Obama est un voyageur temporel extraterrestre musulman, etc.

Hvatski -- Benjamin Fulford: 26:05:2015




26. svibnja 2015


Ponekad se čini da se vijesti ponavljaju. Ako zvuče ponavljajuće onda se ponavljaju. To je zato što se mnoge nedavne vijesti mogu sažeti u nekoliko ponavljajućih obrazaca: Grčka prijeti da će obustaviti plaćanje, Ukrajina prijeti da će obustaviti plaćanje, Sjedinjene Američke Države su opet bez novca, tu je još jedan masovni oružani događaj u SAD-u (ovaj put Waco), Kina i Japan govore nešto drugačije stvari o povijesti jednih i drugih, onda vojni piloti lete da zasjene otoke i upiru prste jedni na druge, Šiiti, Suniti, Židovi i zapadni plaćenici pretvarajući se da su muslimanski ekstremisti čine loše stvari ili su žrtve loših stvari, Sjeverna Koreja ispaljuje rakete itd. itd.

U alternativnim svjetskim vijestima vidimo nešto slično: masovna uhićenja zapadne kabalističke elite su neminovna, novi financijski sustav je najavljen i vaš ček je u pošti, NLO-i su se spustili, kraj svijeta je blizu, predsjednik Obama je muslimanski svemirac - putnik kroz vrijeme itd.

S obzirom na sve to, razumljivo je da mnogi ljudi ne mogu pomoći, ali se pitaju hoćemo li ikada vidjeti bilo kakvu stvarnu promjenu.

Činjenica je ipak da prolazimo kroz usporene ali tektonske promjene u načinu na koji ovaj planet funkcionira. Gledati kako se stari sustav urušava je kao gledati kako stvari idu dolje u odvodnu rupu, on kruži okolo i okolo naizgled beskonačno, ali iznenada nestane. Sjećate li se pada Sovjetskog Saveza? Činilo se da se događa laganim hodom u to vrijeme, ali, u retrospektivi, čini se kao da se dogodilo preko noći. 

Mandarin -- Benjamin Fulford: 26:05:2015



The battle for the planet earth continues with regime changes, nuclear threats, imminent financial collapse etc.

May 26, 2015




Sometimes news seems to repeat itself. Sometimes news seems to repeat itself. If this sounds repetitive it is repetitive. That is because many recent news events can be summarized in a few repeating patterns: Greece threatens to default, the Ukraine threatens to default, the US runs out of money again, there is another fake mass shooting event in the US (this time Waco), China and Japan say slightly different things about each other’s history then military pilots fly to obscure islands and wave the finger at each other, Shias, Sunnis, Jews and Western mercenaries pretending to be Muslim extremists do bad things or are victims of bad things, North Korea shoots off a missile, etc. Etc.
太阳底下无新事、历史总是惊人的相似。有些时候新闻似乎都在不断的重复着昨天的故事,涛声依旧不见当初的夜晚。那是因为许多最近的新闻事件,都可以被总结为几种重复的模式:希腊威胁要违约、乌克兰威胁要违约、美国再次花光了钱、美国又发生了一场大规模枪击事件(这次是在美国德克萨斯州韦科市)、中国和日本各执一词的说着彼此的历史问题,然后空军飞行员飞往争议小岛,并向彼此竖起中指,什叶派、逊尼派、犹太人和西方雇佣兵假装成穆斯林极端分子而做坏事,或者假装成坏事的受害者、朝鲜又发射了一枚导弹等等……

Brasileiro -- Benjamin Fulford. 26:05:2015




26 de maio de 2015


Às vezes a notícia parece repetir-se. Às vezes a notícia parece repetir a si mesmo. Se isso soa repetitivo é repetitivo. Isso ocorre porque muitas notícias sobre eventos recentes podem ser resumidas em alguns padrões repetidos: A Grécia corre o risco da inadimplência, a Ucrânia ameaça com o risco da inadimplência, os EUA fica sem dinheiro de novo, há outro falso evento de fuzilamento em massa nos EUA (desta vez Waco), China e Japão dizem coisas ligeiramente diferentes sobre cada um deles, então pilotos militares voam sobre obscuras ilhas e acenam o dedo um para o outro, Xiitas, Sunitas, Judeus e mercenários Ocidentais que fingem ser extremistas muçulmanos fazem coisas más ou são vítimas de coisas ruins, Coreia do Norte dispara um míssil, etc. etc.

No mundo das notícias alternativas, vemos algo semelhante: prisões em massa das elites cabalísticas ocidentais são iminentes, o novo sistema financeiro foi anunciado e seu cheque está no correio, UFO aterrissou, o fim do mundo está próximo, o presidente Obama é um alien viajante do tempo do Mulismo, etc.

English -- Benjamin Fulford: 26:05:2015

The battle for the planet earth continues with regime changes, nuclear threats, imminent financial collapse etc.

May 26, 2015



Sometimes news seems to repeat itself. Sometimes news seems to repeat itself. If this sounds repetitive it is repetitive. That is because many recent news events can be summarized in a few repeating patterns: Greece threatens to default, the Ukraine threatens to default, the US runs out of money again, there is another fake mass shooting event in the US (this time Waco), China and Japan say slightly different things about each other’s history then military pilots fly to obscure islands and wave the finger at each other, Shias, Sunnis, Jews and Western mercenaries pretending to be Muslim extremists do bad things or are victims of bad things, North Korea shoots off a missile, etc. etc.

In the alternative news world, we see something similar: mass arrests of Western cabalistic elites are imminent, the new financial system has been announced and your check is in the mail, UFO’s have landed, the end of the world is nigh, President Obama is a time travelling Muslim space alien etc.

Given all this, it is understandable that many people cannot help but wonder if we will ever see any real change.

The fact is though, that we are going through a slow motion but tectonic shift in how this planet is run. Watching the old system implode is like watching stuff go down a drain hole, it circles around and around seemingly forever but suddenly, it is gone. Remember the fall of the Soviet Union? It seemed to take place in slow motion at the time but, in retrospect, it seems like it happened overnight.

The Greek situation is a case in point, deadline after deadline comes and goes and yet the can keeps getting kicked down the road. The Ukraine fails to pay its gas bills and yet the housewives still cook on their gas stoves. These situations will eventually come to a climax but, probably, not before this autumn because the consequences (collapse of the Western financial system) will be so huge that anything and everything possible is being done to delay things.

At the same time, top secret meetings keep taking place to try to come to a long term solution to these and other festering problems. There were several such meetings last week. One was between representatives of the Red Dragon and the White Dragon societies. Another was between the WDS and a Rothschild family representative.

The Red Dragon representative came with concrete proposals for three new types of energy technology. The details of this technology cannot be mentioned publicly at this time because of non-disclosure agreements. What we can say is that one was thermal, one was solar and one was nuclear. They all could be game changers IF REAL.

Once again, no actual device was demonstrated and so, until Japanese manufacturers do their due diligence, we need to conclude that talk is cheap and seeing is believing. The Red Dragon folk also wanted funding and were told that funding would come when proof their technology worked was obtained by the technicians now working on the case.

The talks with the Rothschild representative were more detailed and concrete and concerned their proposal to replace Japan’s Rockefeller slave Prime Minister Shinzo Abe with Ichiro Ozawa. Ozawa is a veteran politician who had a falling out with the Rockefellers after the first Gulf war. A Japanese leftist independently contacted the WDS to say the Chinese also supported Ozawa. Both sources said that Prime Minister Abe personally endorsed Ozawa as his replacement.

The WDS said they would support an Ozawa government if it met the following conditions:

1) Nationalize the Bank of Japan and start issuing government currency.
2) Carry out a one-time write off of all Japanese debts, public and private
3) Return all Japanese financial assets illicitly obtained by the cabal
4) Remove all cancer and infertility causing substances from daily consumer products
5) Agree to set up an international economic planning agency and back it with Japan’s $7 trillion in private and public foreign currency holdings


The Ozawa government would also agree to continue and even strengthen Japan’s military alliance with the Pentagon and the US agencies provided the US side apologized for war crimes carried out against the Japanese and Germans during World War 2 (only the losers have apologized for their war crimes so far).

In any case, there are already many signs slave Prime Minister Abe has a new set of handlers. The biggest sign has been the sudden shift in Japan’s policy towards China. A delegation of 3000 Japanese dignitaries, including local and national politicians, industrialists etc. arrived in China last Friday in the biggest such visit in 15 years. They were greeted warmly by Chinese President Xi Jinping.

Clearly something fundamental has changed between Japan and China despite Khazarian attempts to inflame regional historical and territorial sore points.

The US military is still aggressively posturing against Chinese attempts to become a regional bully and has support from most of China’s neighbours who all share an interest in keeping China polite. However, as long as the US fails to nationalize the Federal Reserve Board and issue treasury dollars to replace the no-longer American US dollar, the US military must realize it is impossible to seriously pick a fight with China at the same time as they are financed by China.

China also made a big move in South America, the former US backyard, last week when Xi Jinping showed up in Brazil with over $50 billion in financing. Chinese infrastructure projects throughout the region are rightly seen by South American governments as preferable to US instigated riots and coups d’etat.

The Americans are trying to counter Chinese influence in South America by mending relations with Cuba but, the South American countries are starting to learn the Asian bar-girls mantra: “no money, no honey.”

Even more startling for the US than events in South America and Japan though, is the growing independence movement of the Sandwich Islands, otherwise known as Hawaii. On May 11th, for the first time ever at the United Nations, a UN member country, Pakistan, raised the point that Hawaii never actually voted to become part of the United States and was technically an illegally occupied colony. The US military has vital bases on these islands and would be well advised to support the Hawaiian independence movement on the condition US military bases could stay there.

In Europe too, there has been another major setback for the Khazarian cabal. Poland just elected a President who was part of a faction likely killed by the Khazarian cabal in a plane crash 2010. Here is what Wikipedia has to say about this crash:
“President of Poland Lech Kaczyński and his wife Maria, former President of Poland in exile Ryszard Kaczorowski, the chief of the Polish General Staff and other senior Polish military officers, the president of the National Bank of Poland, Poland’s deputy foreign minister, Polish government officials, 18 members of the Polish parliament, senior members of the Polish clergy, and relatives of victims of the Katyn massacre. They were en route from Warsaw to attend an event marking the 70th anniversary of the massacre.”


These people all died at a time when the Polish government was taking a hardline stance against the Euro and was planning to devalue the Polish Zloty. These policies changed after the crash led to a change of government.

Newly elected Polish President Adnrzej Duda was a legal aide to the president who died in that plane crash. Duda recalls how two days before that fateful flight “the president told him that a generational change was afoot, and that it would be Duda and his peers who would take responsibility for the future of the country.”

It looks like a newly assertive Poland will now join Greece and the Ukraine in the whirlpool of headlines we will see in the weeks and months to come.

Meanwhile, the Khazarian Mafiosi still causing trouble in the Middle East are escalating their threats and rhetoric. In the past week they have threatened to use their ISIS pseudo-Muslim army to destroy the priceless cultural relic of Palmyra in Syria. They also threatened to blow up the Iranian embassy in Syria before withdrawing that threat after being told Tel Aviv would be destroyed in retaliation.

The Pentagon reminded the Israelis their arsenal of 200 nuclear weapons was not enough to destroy the world but all it would take was a single nuke to destroy Israel.

The Khazarian attempts to start civil war or mass unrest inside the United States are also failing in a spectacular manner. The most recent event was the obviously faked biker shoot-out in Waco, Texas. All the bikers had brand new uniforms and brand new motorcycles. I do not know about you but, all the real bikers I have even seen did not look all squeaky clean like they had just come out of a clothing store with new duds. Maybe these crisis acting troupes should just come out of the closet and start charging admission for their street theater performances.

As you can see, the toilet of history has been flushed.

Source:

Thursday, May 21, 2015

Português -- Benjamin Fulford: 18:05:2015

A máfia khazariana propõe doar dinheiro à Humanidade em troca da amnistia

Maio 18, 2015
Autor: Benjamin Fulford


Um representante do grupo de nações G7, foi abordado com uma proposta por parte da comunidade máfia khazariana bancária para "reencaminhar o seu dinheiro para o benefício da Humanidade", em troca de "uma amnistia para certos banqueiros judeus." A fonte disse que a Rússia e "certas fundações" deveriam estar envolvidas neste plano.

O cenário para esta oferta pode ser encontrado num artigo na edição de língua japonesa da Reuters News Wire, que alegou que a Reuters obteve documentos que demonstram que o Conselho da Reserva Federal fez planos para a possibilidade da falência dos Estados Unidos da América.

Não conseguimos encontrar uma versão deste artigo em inglês, mas a versão japonesa diz que os documentos foram obtidos a partir de Jeb Hensarling, o Chefe da Comissão do Departamento dos Serviços Financeiros dos EUA. Os documentos referem o atraso dos pagamentos em títulos, emitidos pelo governo dos EUA, e aquando do reembolso, devem dar prioridade a determinados detentores de obrigações sobre os restantes.

Outra confirmação de que as coisas não estão a funcionar normalmente em Washington D.C., chegou com a recente visita à Rússia, do Secretário de Estado John " que roubou a fortuna Heinz" Kerry, onde anunciou que apoiava os acordos de paz de Minsk: uma mudança de 180 graus na política. Este facto aconteceu durante uma visita à Rússia, que começou imediatamente após Kerry ter menosprezado o desfile russo de 9 de Maio, para comemorar a vitória da Rússia sobre os nazis na Grande Guerra patriótica (II Grande Guerra Mundial). O facto de, quer o exército chinês, quer o indiano, terem marchado nesse desfile, parece ter abalado os criminosos de Washington D.C.


Também não é coincidência a reviravolta de Kerry ter acontecido quando o governo chinês começou a comprar títulos do governo dos Estados Unidos e ultrapassou mais uma vez o Japão para se tornar no maior detentor desses títulos de dívida da cabala. Os chineses disseram claramente aos americanos: "Se querem que paguemos as vossas contas têm que deixar de ser os “maus da fita” na Ucrânia."

Houve também uma propaganda pouco habitual e flagrante, de uma competição de gritos, que se seguiu à visita de Kerry. Aqui estão dois títulos que apareceram após esta reunião:

"Poroshenko diz que não há alternativa senão completar o cumprimento dos acordos de Minsk"


"Poroshenko diz que os acordos de Minsk são uma 'falsa paz'  e promete lutar até a última gota de sangue"

O título é da agência oficial do governo russo, a Tass News Service e tem uma URL que termina em .ru o que significa que está sediada na Rússia. O título belicista vem da Rússia Today, um site de notícias com um domínio .com, o que significa que não se baseia na Rússia. Este título de propaganda tem publicitado RT como sendo uma agência ocidental sofisticada de serviço de notícias, fingindo estar sediada na Rússia.

A propósito, outro serviço de notícias que finge ser russo, é Whatdoesitmean.com, que geralmente começa seus artigos com "De acordo com informações do Kremlin" ou algo assim, embora o servidor tenha sido atribuído à sede da CIA, na Virgínia.

Em qualquer caso, colocando de lado a propaganda, as graves disputas internas da cabala são ainda outro sinal de que as coisas não correm como de costume. Uma fonte da cabala disse a este escritor que o choque Lehman, de 2008, foi realmente uma luta entre David Rockefeller e seu sobrinho J. Rockefeller. David Rockefeller é realmente o membro mais jovem da terceira geração da família Rockefeller, diz esta fonte, que teve acesso, a nível superior, a cada primeiro-ministro japonês, desde 1970.

Ele diz que o testamento original de John Rockefeller - o primeiro - estipulava que a sua dinastia deveria ser controlada através de primogenitura. No entanto, David estava a tentar mudar essa cláusula, para entregar o controlo aos filhos. Por outras palavras, John "J" Rockefeller - o quarto - deveria assumir as fundações familiares e David estava a tentar evitá-lo, de acordo com essa fonte. Por essa razão, duas das empresas emblemáticas de David, a Lehman Brothers e o Citibank, foram à falência por causa da Goldman Sachs, de J. Rockefeller, diz a mesma fonte.

Pode muito bem ser verdade, mas a situação já evoluiu muito além de uma luta para saber quem seria o Deus herdeiro da carneirada. A questão agora é se devemos dar a essas pessoas a amnistia, como estão a pedir, ou se eles deveriam ser "enforcados no poste de iluminação mais próximo", segundo a famosa previsão de George Bush pai sobre o que aconteceria "se o povo americano descobrir o que fizemos com eles. "

Na verdade, alimentar os abutres com essas pessoas é um resultado mais provável do que qualquer amnistia ou enforcá-los em postes de iluminação. As grandes firmas de advocacia estão a preparar-se para um frenesim de retaliação contra o ramo americano do sindicato do crime das cúpulas da Reserva Federal.

Aqui estão duas sugestões para as grandes firmas de advocacia seguirem. A primeira é investigar a General Electric e a Westinghouse pelo seu desempenho no tsunami de 11 de Março e ataque terrorista nuclear contra o Japão. A GE e a Westinghouse venderam as suas divisões de energia nuclear, respectivamente, à Hitachi e à Toshiba do Japão, nos anos que antecederam os ataques de 11 de Março.

Uma vez que todos os reactores nucleares japoneses foram fechados após o 11 de Março e o negócio das centrais nucleares foi duramente atingido em todo o mundo, se eu fosse a Hitachi e a Toshiba, iria contratar os melhores advogados do mundo para ver se não foi um grande negócio de influências a fim de prejudicar essas empresas antes da sabotagem acontecer.

O outro ponto que os advogados inteligentes e ambiciosos devem investigar é a DuPont e toda a farsa sobre a camada de ozono. De acordo com fontes dos fabricantes de frigoríficos e aparelhos de ar-condicionado japoneses, a patente DuPont sobre o gás Freon, utilizado para refrigeração em todo o mundo estava prestes a expirar, ameaçando um grande negócio.

A história de que o Freon destruiria a camada de ozono foi criada para que a DuPont pudesse ter o gás Freon proibido apenas a tempo da expiração da patente. Convenientemente, a DuPont tem uma nova patente sobre HFC, substituto para o Freon. Todas as notícias assustadoras sobre a camada de ozono estar a ser destruída desapareceram assim que começou o negócio HFC. Alguém pode atingir a DuPont sobre este assunto.

Esse tipo de revelação vai sair a público em relação a muitas outras empresas e governos, agora que a máfia khazariana enfrenta a derrota em todo o mundo.

Fontes do Banco Asiático de Desenvolvimento dizem que o direito de produzir dólares norte-americanos já foi retirado a essa família da máfia. O dólar internacional dos EUA está agora controlado por uma combinação do governo chinês, das famílias reais da Ásia e das famílias reais europeias. Essa fonte diz que os dólares americanos emitidos dentro dos Estados Unidos, são emitidos agora pelo Departamento do Tesouro.

Outra indicação de que a estrutura de poder dos EUA mudou, foi vista na semana passada, quando Barack Obama, o "presidente interino" dos EUA, convidou os chefes do Conselho de Cooperação do Golfo para uma reunião cimeira, nos EUA. Apenas dois chefes de Estado se preocuparam em aparecer no evento No momento de tirar a foto para a comunicação mediática no final da cimeira, colocaram esta:

Em termos de protocolo diplomático, foi uma afronta sem precedentes. A mensagem era clara: "não há dinheiro do petróleo para ti.".

Há também indicações recentes de que a crise grega vai significar o fim do euro. O anúncio na semana passada de que a Grécia evitou a falência usando dinheiro do FMI para pagar o dinheiro que devia ao FMI foi claramente bizarro. Isto nada mais é do que uma manobra dilatória. Os chineses estão a oferecer apoiar o marco alemão e o dracma grego com ouro se deitarem ao lixo o Euro controlado pela cabala. Pode ver uma dica neste site, se clicar nas fotos das contas do marco alemão e do dracma:

A mensagem é: "Juntem-se aos BRICS e os vossos problemas financeiros vão acabar, porque o vosso dinheiro vai ser apoiado pelo ouro."

Porém, é claro que, desde que as corporações da mídia khazariana, dentro dos EUA continuem a vomitar notícias sobre Jeb Bush e Hillary Clinton, como se esses dois personagens, amplamente detestados, fossem a única opção real para a presidência dos Estados Unidos, em 2016, então a batalha ainda não acabou. Quando os virmos a ser arrastados e algemados, sob a acusação de assassínio em massa, então saberemos que acabou.

Nestas circunstâncias, o complexo industrial militar precisa de começar a tomar medidas urgentes para evitar uma derrota total do Ocidente. A chave é pressionar a favor de uma federação mundial meritocrática como alternativa de negociar a hegemonia khazariana, pela hegemonia chinesa.

Em termos militares, a primeira coisa que precisam fazer no Egipto, na Turquia, na Arábia Saudita, etc, é persuadir a pôr fim às brigas internas na região, provocadas pelos khazarianos. Isso pode significar algumas operações militares pontuais para remover os agentes chave provocadores khazarianos. Na semana passada havia indícios que é exactamente o que está a acontecer com os ataques dos EUA contra o ISIS na Síria e na captura de informações detalhadas sobre o seu financiamento. Os EUA precisam de se coordenar com a Rússia e com a China, para supervisionarem a criação de uma federação moderada sunita/Shia para unificar o Médio Oriente.

A outra coisa que precisam fazer é remover a última rede de controlo khazariano no Japão. Pessoas próximas do Primeiro-ministro escravo, Shinzo Abe, aproximaram-se da Sociedade do Dragão Branco (WDS), na semana passada, com esse plano. Retirem Michael Green, Abraham Cooper e Richard Armitage e aproximem-se de Gerald Courtis se quiserem manter o Japão amigável para o complexo industrial militar. Então o corvo de três pernas, a Yakuza e outros grupos de poder japoneses, irão cooperar com a República restaurada dos Estados Unidos.





Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos
Email: luisavasconcellos2012@gmail.com
Revisão: Maria Alpinda
Index webpage: http://peacelovelove.blogspot.pt/

Castellano -- Benjamin Fulford: 18:05:2015

Khazarian La mafia quiere donar fondos a la humanidad a cambio de la amnistia


18-05-15
Autor: Benjamin Fulford



Un representante del grupo G7 de naciones ha sido abordado con una propuesta de la comunidad mafiosa bancaria jázara para “redirigir la finalidad de sus fondos en beneficio de la humanidad”, a cambio de “amnistía para ciertos banqueros judíos”. Dijo la fuente que Rusia y “ciertas fundaciones” estarían involucradas en este plan.

Los antecedentes de esta oferta se puede encontrar en un artículo publicado en la edición en japonés de “Reuters News Wire” que dice que Reuters ha conseguidodocumentos que muestran que la Junta de la Reserva Federal ha hecho planes de contingencia para la bancarrota de los Estados Unidos de América.

No hemos podido encontrar una versión en Inglés de este artículo, pero la versión japonesa dice que los documentos fueron obtenidos de Jeb Hensarling, el Jefe del “House Financial Services Committee” de EEUU. Los documentos piden retrasar los pagos de los bonos emitidos por el gobierno de Estados Unidos y dar prioridad en el pago a determinados tenedores de bonos sobre los demás.

ANNA

Russian journalist kidnapped in Kiev

ANA KURBATOVA’s life could be in danger


ENGLISH

FRANÇAIS

HRVATSKI

CASTELLANO

POLSKI

PORTUGUÊS

anti

Unless YOU, individually, wake up and raise your voice and strength against the all pervading evil,

no one, LITERALLY, is going to do it for you,

and precisely

because your very consciousness and awareness

remain on the level of some blind believer in the "bright future of mankind"


PUTIN




AVAILABLE IN FRENCH, ROMANIAN, PORTUGUESE




2017 FSB Meeting - EN from Roberto Petitpas on Vimeo.



putin

BF



“Glory to God in the highest, and on Earth

Peace, Good Will toward men.”

This Christmas, Give Peace.



BJ 2 FEV




UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT